Neste número

  1. Quatro anos de atividades
  2. Agradecimentos

Ano 4

Número 48

Dezembro 2002

Pachydesmoceras denisonianum (Stoliczka), amonóide do Turoniano inferior da sub-bacia de Sergipe (cerca de 90 milhões de anos, acervo Phoenix).

Fundação Paleontológica Phoenix

Quatro anos de atividades

 

Ao completar quatro anos de existência, a Fundação Paleontológica Phoenix segue adiante, estimulada pelo reconhecimento da comunidade paleontológica pelas ações prestadas na divulgação e preservação do patrimônio fóssil do Brasil, e da bacia de Sergipe-Alagoas em particular. Como exemplo da importância que as instituições não-governamentais têm na multiplicação e disseminação do conhecimento para a sociedade, integrando-a ao contexto científico e tecnológico, a fundação participou do workshop "Papel e inserção do terceiro setor no processo de construção e do desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação", a convite do Instituto de Tecnologia Social, Academia Brasileira de Ciências e Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados. Neste fórum, realizado em Brasília em Maio de 2002, a fundação foi única representante da pesquisa científica em instituições privadas no país.

O PHOENIX, por sua vez, entrando no quinto ano de publicação contínua, atingindo um público cada vez maior, tem ampliado sua distribuição em instituições nacionais e estrangeiras. Neste aspecto pode-se considerá-lo como ativo instrumento de divulgação da paleontologia e do patrimônio fóssil do Brasil. Com o último número encerrou-se a série "Os fósseis da bacia de Sergipe-Alagoas". Esta série, iniciada em Abril de 2000, apresentou, em mais de 80 páginas, uma síntese sobre os diversos grupos fósseis existentes na bacia de Sergipe-Alagoas, tendo sido reconhecida pelo seu caráter didático complementar ao ensino de paleontologia em diversas instituições do país. A partir do próximo número inicia-se uma nova série: "Bacias sedimentares brasileiras". No mesmo estilo que as séries anteriores, abordará as principais bacias sedimentares do nosso país, com contribuições de diversos pesquisadores. A série não será iniciada pela bacia de Sergipe-Alagoas, como seria de se esperar, visto que foi publicada pela Fundação, neste ano (Janeiro 2002) uma edição especial do PHOENIX intitulada "A bacia de Sergipe-Alagoas: evolução geológica, estratigrafia e conteúdo fóssil", bilíngüe (Português-Inglês). O primeiro número da série terá como tema a bacia de Camamu, situada na Bahia, na qual a Fundação tem efetuado pesquisas recentes e da qual detém uma das mais completas coleções paleontológicas no Brasil e no mundo.

Com um acervo em constante ampliação, as coleções da fundação foram enriquecidas, neste ano, com material coletado principalmente do intervalo Turoniano-Coniaciano do Estado de Sergipe (Formação Cotinguiba), resultante dos trabalhos de campo vinculados ao projeto "Eventos biológicos no Turoniano-Coniaciano" financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Sergipe (FAP-SE). Destacaram-se ainda as expedições de coleta à bacia de Camamu, em Setembro, e à seção lacustre, de idade eoaptiana (em torno de 120 Ma) da sub-bacia de Alagoas (Formação Coqueiro Seco, Membro Morro do Chaves), em Novembro.

As coleções da fundação continuam em processo de informatização, tendo sido criada, em nossa home page, uma seção contendo ilustrações dos fósseis encontrados na bacia de Sergipe-Alagoas, atendendo uma antiga solicitação do nosso público.

Neste ano a fundação realizou ainda uma pequena exposição, intitulada "O Mar de Fósseis de Sergipe", no Clube dos Dirigentes Lojistas de Aracaju, a convite da Sociedade Brasileira de Dermatologia, núcleo Sergipe, que contou com o apoio da PETROBRAS e da Casa Esperança Ltda. (Aracaju). Forneceu ainda apoio ao III Simpósio Geocientífico do Clube Estudantil de Geologia Amadorística de Sergipe (CEGAS), em Maio, durante o qual foi apresentada a palestra "História geológica da bacia de Sergipe-Alagoas: um exemplo para o entendimento da história da vida".

Demonstrando o potencial e importância que a bacia de Sergipe-Alagoas tem na formação educacional centrada nas Ciências da Terra, a Fundação forneceu apoio a visitas técnicas de pesquisadores e estudantes da Universidade Federal da Bahia (UFBa), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Nesta área de atuação, a Fundação está propondo a implantação de um projeto "bacia-escola" nos estados de Sergipe e Alagoas, de modo a facilitar e melhorar o apoio às instituições de ensino brasileiras e estrangeiras que buscam a bacia para o desenvolvimento de suas atividades.

A Fundação realizará, mais uma vez em Aracaju, a Reunião Anual Regional da Sociedade Brasileira de Paleontologia (seção Nordeste), a Paleo 2002. Marcada para os dias 16 a 18 de Janeiro de 2003 e contando com o apoio da PETROBRAS-UNSEAL, o encontro consistirá de dois dias de apresentações técnicas, finalizando com uma excursão de campo à seção marinha da sub-bacia de Sergipe.

Figura 1 - Alunos e pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro em visita à bacia de Sergipe-Alagoas, no afloramento da Formação Penedo, em Penedo, Alagoas.

Agradecimentos

A Fundação gostaria de agradecer à PETROBRAS-UNSEAL, através de seus gerentes Paulo Manuel Mendes de Mendonça e Erardo Gomes Barbosa Filho, pelo apoio recebido para a impressão do PHOENIX e para a realização de algumas das atividades da Fundação. Agradecemos também a Cândida Carneiro C. Salvador, Francisco Eduardo Gomes da Cruz e Fernando Rêgo Barros (PETROBRAS) pelos livros doados à nossa biblioteca e ao apoio de Luiz Roberto Dantas de Santana, Antônio Nascimento, James Vitor Ferreira, Ailton Evangelista, Jorge Cariri Melo, Luiz Carlos Bandeira Boto, Joaquim Braz da Penha Neto, Railton Vicente da Silva, Geraldo Antonio Lisboa Barros, Wédimo Enedino dos Santos (todos PETROBRAS), Omar Aguiar e Tilson Coelho. Agradecemos a Paulo Fernando de Toledo Damasceno da Cimento Sergipe S.A. (CIMESA) por permitir a execução de trabalhos de pesquisa e nossas visitas técnicas à mina da unidade de Sergipe e todos aqueles que, mesmo indiretamente, colaboraram para que pudéssemos caminhar rumo aos nossos objetivos.

Anterior Acima Próximo

Anterior ] Acima ] Próximo ]